Imprimir

Mulheres à frente: protagonismo feminino, autocuidado e resistência às opressões marcaram palestra promovida pelo SINDSEMP/SE no Mês da Mulher.

A Escola Superior do Ministério Público de Sergipe abriu seu espaço na manhã de segunda, dia 11, para que o SINDSEMP/SE realizasse um importante evento em referência ao protagonismo feminino e à luta das mulheres por igualdade e respeito. Aproveitando o retorno ao trabalho de todos os trabalhadores do órgão após o feriadão de carnaval, o Sindicato promoveu um café da manhã e uma palestra intitulada Saúde mental da mulher – autoamor, autorrespeito e autocuidado.

Foi a ocasião perfeita para abordar uma série de situações pelas quais boa parte das mulheres presentes se identificou bastante. A palestrante Aline Belém, Mestra e Especialista em Psicologia Social e Política pela UFS e especialista em Psicodrama, destaca que falar de autocuidado é uma ação vinculada a saber identificar situações e circunstâncias em que as mulheres passam por algum tipo de opressão ou violência.


“Para chegar nesse tema do se cuidar no sentido de se prevenir de situações de violência, precisamos falar de violência doméstica, maternidade, tripla jornada, abuso sexual, assédio no trabalho, a ideia de que toda mulher precisa de um parceiro, ou seja, discursos e práticas sociais que geram uma atmosfera de opressão, impotência e culpa sobre o público feminino  que acaba desencadeando, por conta dessas situações, uma série de adoecimentos psicológicos e às vezes até mais graves”, explica a psicóloga. 


A satisfação pela realização do evento foi bem manifestada na avaliação de Elenice Damaceno, da Coordenadoria de Administração e Finanças do SINDSEMP/SE. Para ela, não permitir que uma data tão importante passasse em branco demonstra o reconhecimento por parte da entidade da importância que a mulher exerce na sociedade. “Reconhecemos o quanto a mulher é importante na sociedade, o quanto estamos desgastadas com nossas rotinas, o quanto precisamos nos reconhecer enquanto ser humano nessa sociedade”, defende.


Fernanda Souza, da Coordenadoria de Secretaria Geral e integrante da Coordenadoria Geral do Sindicato, destaca ainda que essa ação coletiva foi pensada como mais um instrumento de aproximação com a base de trabalhadoras e trabalhadores do MP/SE sem perder de vista a função social e pedagógica da atividade sindical na luta por uma sociedade melhor. “O sindicato existe não apenas como uma entidade que busca melhores condições econômicas e financeiras para suas trabalhadoras e trabalhadores, mas também uma luta pautada em questões sociais, como a busca pela promoção e eficácia plena dos direitos da mulher”, garante.


Além da palestra e do café da manhã, as filiadas ao Sindicato também receberam uma garrafa personalizada (squeeze) e um marca página fazendo referência a mulheres notáveis na história de Sergipe e do Nordeste. Interessadas que ainda não receberam seus brindes devem procurar a Diretoria para entrega do material.


Da ação construída nesse mês de março, um mês tão fortemente ligado ao enfrentamento contra o machismo, fica a lição de que resistência e luta são palavras de gênero feminino e as mulheres do MP/SE, representadas pelo SINDSEMP/SE, farão sempre valer o tema do evento: “SOMOS FORTES, SOMOS MULHERES, SOMOS TRABALHADORAS”.

 

 

 


Simple Image Gallery Extended